menu
-Agenda Cultural
-Restaurantes
-Teatros
-Museus
-Comentários
-Fale conosco
-Política de Privacidade
-Utilidade Pública
-Links Feirense
-Artes Cênicas
-Artes Visuais
-Artesanato
-Bandas
-Literatura
-Músicos
ENTRETENIMENTO
-Cinema
-Arquivo de Eventos
-Festival Vozes da Terra
-Festival Gospel 2010
-Natal na Praça 2010
-Micareta 2011
-Últimos Eventos
-Radio Viva Feira
-TV Viva Feira
-Videos Viva Feira
COLUNISTAS
-Beto Souza
-Cezar Ubaldo
-Emanoel Freitas
-Fabiana Machado
-Luís Pimentel
-Maiara Santos
-Raymundo Luiz Lopes
-Sandra Campos
-Sandro Penelú
-Silvana Carneiro
 
 
 
BANDO ANUNCIADOR 2018 - A GRANDE MANIFESTAÇÃO CULTURAL FEIRENSE

Dia 08 de julho os feirenses saíram às ruas para anunciarem a festa da padroeira, Sra. Sant`Anna.
Publicado em: 12/07/2018 - 02:07:47
Fonte: Viva Feira


    Onze anos da retomada da tradição feirense que foi violentamente proibida por um clérigo preconceituoso e despreparado, e por gestores públicos que apesar de populistas nunca tiveram ligação verdadeira com a alma e a história de nosso povo!
    O Bando Anunciador teve seu início há muitos anos por manifestação espontânea de cidadãos feirense, que como conta a história (lenda ou não), boêmios e bons vivans, mas que logo foi apoiado por outras figuras também festivas por aprovarem a ideia de anunciar a festa da padroeira. Aos pouco cresceu com a participação de moradores dos bairros e periferia, que não demoram a se organizarem em pequenos bandos, para na Praça da Matriz formar o bando maior, aquele que anunciava a festa da padroeira pelas ruas da cidade.
    Era mais ou menos como a “levagem da lenha”, que mobilizava moradores de todos os bairros, periferia e zona rural para trazerem madeira a fim de montarem duas fogueiras que iluminaria os dias da Novena de San`Anna. Se o Bando já começava com uma manifestação festiva, já que os primeiros que chegavam na Praça da Matriz cantado e dançando haviam saído dos meretrícios do Beco do Mocó e da Energia, onde esperavam amanhecer para começar o furdunço, os moradores que levavam a lenha espontaneamente para montar a fogueira que iluminariam a festa não eram tão festivos no começo, mas não demorou para que alguns enfeitassem os jegues que carregavam as lenhas com papel crepom, transformando a levagem da lenha em um festa que passava a se assemelhar a “lavagem da igreja” com água de cheiro, que logo também virou um cortejo festivo. Nossas três manifestações culturais que foram debeladas por falta de identidade com a história de nossa cidade.
    Ainda trataremos aqui no Viva Feira, com suporte de mestres em história destas matérias que tanto dizem de nossa origem e identidade cultural, Fato é que como nos primórdios do Bando, atualmente um grande número de bairros, instituições e empresas formam pequenos grupos que às 07:00 h, se reúnem próximos a praça da Matriz para formar o GRANDE BANDO ANUNCIADOR, que tivemos o privilégio de acompanhar, e vimos se estender desde a concentração na Praça Padre Ovídio, seguindo pela Rua Conselheiro Franco, Praça Dr. Remédios (Igreja dos Remédios), Beco do França, Av. Senhor dos Passos, Praça João Pedreira, Rua Marechal Deodoro, Beco da Energia e do Mocó e finalmente voltando a Rua Conselheiro Franco e Praça da Matriz onde acontece a dispersão. Foi um mar de gente, alegre, festiva, divertida e curtindo as mais variadas indumentárias com os mais diversos temas.
    Sem dúvida foi o maior número de participantes. Não temos uma contagem oficial, mas com certeza, superou em muito vinte mil (20.000) participantes. Impressionante em determinados momentos não conseguíamos atravessar a rua de um lado para o outro devido à massa de foliões que se aglomeravam em algumas partes do Bando,
    Tranquilo, pacífico, com demonstrações de uma educação pouco comum em eventos como este, transbordando alegria e animação como só testemunhamos igual nos Bandos dos anos anteriores. As fantasias inspiradas em personagens da TV, de filmes, das revistas em quadrinhos, além de anjos, demônios, monstros de toda espécie e planetas coloriam, alegravam e divertiam a avenida transbordando o bom humor feirense, que muitos não sabem, sequer, que existe. A criatividade e a improvisação não têm limites e tem muita graça, realmente!
    Ao CUCA/UEFS teremos essa eterna dívida de gratidão por nos devolver, com sua iniciativa corajosa em 2007, nosso Bando, nossa festa, que emanou originariamente do povo feirense, e que estamos vendo repetir nesta retomada na esperança que dure para sempre.
    De todo modo, temos que agradecer a competente equipe do CUCA, que nos proporciona, todos os anos, a possibilidade de realizar este evento, razão pela qual citamos a pessoa de sua Diretora Rosa Eugenia Vilas Boas, e aos dirigentes da UEFS que apoiam integralmente o trabalho do CUCA, pelo que citamos seu Reitor, Evandro do Nascimento, presente a todos os eventos culturais promovidos pela Instituição. É bom sempre abrir um parêntese para mencionar o ex-Reitor da UEFS, Professor José Carlos e a ex-Diretora do CUCA, Selma Oliveira, que deram o pontapé inicial nesta retomada de identidade cultural de um povo!
    O Viva Feira como sempre compareceu ao Bando, e ainda contou com o valioso apoio do mais importante retratista destas plagas, nosso amigo Beto Souza, e filmamos e fotografamos o evento, de modo a oferecer uma pequena amostra daquela festa maravilhosa. Os vídeos estão em fase de edição e serão postados o mais breve possível,  e os álbuns de fotos com aproximadamente setecentos (700) registros podem ser vistos ao final desta matéria. As pessoas fotografadas podem baixar ou copiar as fotos, mas em caso de publicação, onde quer que seja, solicitamos a citação da fonte (vivafeira.com.br).
    Enquanto aguardam os vídeos curtam as fotos postadas abaixo nos seis álbuns que conseguimos elaborar.


Bando Anunciador 2018 - Olhar De Beto Souza - Álbum1
Bando Anunciador 2018 - Olhar De Beto Souza - Álbum2
Bando Anunciador 2018 - Olhar De Beto Souza - Álbum3
Bando Anunciador 2018 - Álbum1
Bando Anunciador 2018 - Álbum2
Bando Anunciador 2018 - Álbum3

Apoio Cultural:



Micareta 2019

Higienizar

Viva Feira
New Page 1

 

© 2009-2016 Viva Feira - Todos os direitos reservados